27 junho 2008

Bonnie “Prince” Billy - “Lie Down in The Light” (2008 Drag City/Domino)

Este senhor anda a estragar-me o orçamento. Will Oldham sempre foi muito prolífero, mas ultimamente tem sido demais. Depois das colaborações (menos conseguidas) com Tortoise ou Matt Sweeney, este ano já tivemos o disco de versões e a colaboração com Dawn McCarthy dos Faun Fables. E se pensássemos que toda esta actividade o fizesse distrair, enganamo-nos, pois aqui temos mais um disco magnificente, o melhor desde “I See A Darkness”.
Existe um regresso ao som mais tradicional de “Master & Everyone” (não será estranho a presença em ambos do produtor Mark Nevers dos Lambchop), e um afastamento do som mais polido de “The Letting Go”. Mas Oldham introduziu algumas peculiaridades, como a sonoridade “jazzy” presente em “For Every Field There’s a Mole”. Os temas são os habituais: a futilidade humana, amores perdidos e hinos a Deus, as canções, simples na estrutura, mas nunca monótonas, são luxuriantes, vigorosas, e os meticulosos arranjos são do melhor que já produziu na sua carreira. Ouçam a forma como se diverte ruidosamente no comicamente sério “Easy Does It”, ou a simpática e sensível melodia acústica de “(Keep An Eye On) Other’s Gain”.
Mas a maior transformação é a voz de Oldham, mais potente na forma emocionada de articular tão alegremente as superiormente esculpidas melodias. E que é reforçada nas canções que contam com a presença de Ashley Webber dos Black Mountain, com a sua voz enrouquecida, mas muito feminina. Oiçam o contraste no originalmente seco, mas romântico “So Everyone”.
Neste conjunto de canções, Oldham demonstra confiança, ousadia e franqueza, e não uma exagerada inflexibilidade, ao mostrar-se muito menos introspectivo (excepções são a notável “Missing One”e “Lie Down in The Light”), neste disco afectuosamente concebido e maravilhosamente recompensador.

Bonnie "Prince Billy - Easy Does It

5 comentários:

Olavo Lüpia disse...

é, realmente, muito bom...
também está na calha, lá pelo tasco!
abraço.

M.A. disse...

Olha que eu até gostei do Superwolf. Aquele tema de abertura é arrepiante.

Abraço

Shumway disse...

Ao "Superwolf" dou-lhe somente um 3. Esperava mais. Mas como referes o "My Home Is the Sea" é excelente.

Abraço

Kraak disse...

Obrigatório! :)

Hugzz!

Zito disse...

huuuum, já andava sem muita paciência para o Oldham , sempre gostei mais dos registos negros que invocavam o country, quando ele ainda usava a palavra Palace .... "Arise Therefore" continua a ser o meu preferido, apesar de "I See a Darkness" andar lá perto ....

A este novo "Lie Down ..." n dei mt atenção, pensei "mais um disco do Will", vou ouvir melhor e os concertos estão quase :)