06 agosto 2008

My Brightest Diamond – “A Thousand Shark’s Teeth” (2008 Asthmatic Kitty)

Shara Worden está de regresso com o seu projecto My Brightest Diamond, e mostra uma grande evolução do primeiro disco, “Bring Me The Workhorse” de 2006, pois este é muito mais ambicioso, com um maior recurso à experimentação e uma maior utilização de instrumentação, sendo meticuloso em todos os detalhes, realçando a sua violência emocional.
Podem ser evidentes as influências de Kate Bush ou Bjork, mas são essencialmente pelo uso de secções e versos não repetitivos. Pois o que a torna distinta é que a sua música a posiciona como uma digna adição ao rol destas, nunca existindo a impressão de ser uma cópia inferior.
Inicialmente destinado a ser um disco de apenas instrumentos de corda, a sua vontade e prontidão de se focar noutros instrumentos, faz com que ao se acompanhar de extraordinários músicos, esta pianista com formação clássica, crie uma poderosa e eficaz instrumentação.
Mas se a instrumentação é brilhante, é a sua voz soberba e rara, habilidosa e comovedora, que impele o disco, atingindo o apogeu na decidida “Inside A Boy”, apoiada numa vacilante linha de guitarra e uma elegante secção rítmica; na frágil “Ice And The Storm” e os seus emotivos arranjos; na estranha, mas todavia bela “Apples”, com o seu amora “bossa-nova”; na etérea e atmosférica “To Pluto’s Moon”; até ao brilhante final em “The Diamond”, que é uma encruzilhada de todos os estilos presentes no disco.
Um incomparável universo de fantasia.
_

3 comentários:

Anónimo disse...

Sim, essa frase final é perfeita para descrever o disco :)
Só uma pequena correcção, o projecto chama-se My Brightest Diamond... Picuinhices, o mais importante é mesmo a música.

Abraço
Manuel

Shumway disse...

Pequena grande correcção, tens toda a razão. Obrigado
Devo ter achado que My Brightest Moment soava melhor :-)

Abraço

Miss C. disse...

Bring me the Workhorse foi um dos discos que mais ouvi ao longo do ano passado. A intensidade da música arrebatou-me.
O que conheço deste novo registo, curiosamente, deixou-me relativamente indiferente. Vamos lá ver se faço um novo esforço.